quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

TALENTO NATO

Xuxa do Sintracomp/RN é "Show man"

Em todos os eventos e mobilizações ocorridos e promovidos pelo sindicato dos trabalhadores da construção civil, Xuxa (Diretor) é um show à parte. Ele canta e encanta a todos os presentes cantando, com sua voz aveludada, os hits antigos e do momento da canção popular brasileira.
video

SATISFAÇÃO

Boa remuneração salarial traz a satisfação


"Trabalhador satisfeito é trabalhador bem pago gozando de todos os direitos trabalhistas que a lei lhe permite", Assis Pacheco (presidente do Sintracomp - Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e da Central Força Sindical no RN).

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

CENTRAIS SINDICAIS: AUMENTO REAL DO SALÁRIO MÍNIMO É DECISIVO PARA O CRESMENTO DO BRASIL

O que as Centrais Sindicais acertaram com o governo foi a recuperação e não o achatamento do salário mínimo

O acordo firmado pelo então presidente Lula com as Centrais Sindicais, em 2007, é claro: trata-se de recuperar o valor do salário mínimo até o ano de 2023. Recuperar o salário mínimo é restituir o seu poder aquisitivo inicial expresso na Constituição de 1998. No mínimo, no momento, o salário mínimo é para ser elevado para R$ 580,00 (quinhentos e oitenta reais). Já que, segundo o Dieese o salário mínimo era para ser de R$ 2.200,00 (Dois mil e duzentos reais) para poder suprir às necessidade básicas do trabalhador brasileiro.

FAZER CHOVER NO MOLHADO: MAS, QUEM NÃO SABE DISSO?

Por que a nossa educação é tão ruim?

O novo titular da Secretaria de Educação de São Paulo, Herman Voorward, afirmou que a baixa qualidade de ensino na rede estadual se deve à falta de motivação dos professores em razão dos baixos salários que recebem. Mas, quem não sabe disso? por que não pagam salários decentes aos nossos docentes? Ora, doutor, o Brasil já foi descoberto!

ACABAR COM A MISÉRIA

Presidenta, Dilma Roussef, declarou guerra à miséria

Plano para erradicar a pobreza extrema (miséria), dentro do Brasil, sai em março, disse Dilma.

CENTRAIS SINDICAIS AINDA PELEJAM

Centrais Sindicais deflagram campanha para o congresso aprovar o salário mínimo de R$ 580,00

Tendo o ministro da fazenda, Guido Mantega, como maior opositor a um reajuste mais consistente do salário mínimo, as Centrais Sindicais: CUT, Força Sindical, CGTB, CTB, UGT, NCST, preparam mobilização para manter política de aumento real com o mínimo atingindo o valor de R$ 580,00 (quinhentos e oitenta reais). O objetivo é obter o apoio dos parlamentares para a aprovação de emendas que serão apresentadas.

PREGO BATIDO, PONTA VIRADA

Salário mínimo definido

O ministro da fazenda do Brasil, Guido Mantega, determinou: o salário mínimo será de R$ 545,00 ( quinhentos e quarenta e cinco reais); nem um centavo a mais. As Centrais Sindicais, retrucam: R$ 545,00 não repõe nem a inflação do período.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

PRESIDENTE NACIONAL DA FORÇA SINDICAL É REELEITO


Paulinho (PDT/SP), presidente nacional da Central Força Sindical, foi reeleito deputado federal


FONTE: Jornal da Força Sindical

RN - O presidente da Central Força Sindical no RN, Assis Pacheco, está convicto de que a classe trabalhadora do Brasil, com a reeleição de Paulinho, continua no caminho da busca do fortalecimento pelo reconhecimento e importância, da sua força de trabalho, perante o capital. Podendo, perfeitamente, havendo respeito mútuo, ambos (capital x trabalho) construir a grandeza do futuro do nosso país.